Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Saúde
MPRJ recomenda que Município de Rio Bonito adote medidas para correta conservação de vacinas
Publicado em 02/04/2021 16:06 - Atualizado em 02/04/2021 16:06

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Região Metropolitana II, expediu nesta quinta-feira (01/04), recomendação ao Município de Rio Bonito, para que sejam adotados os cuidados necessários que garantam a correta conservação dos insumos utilizados para a vacinação contra a Covid-19.  

Durante inspeção realizada nessa mesma data nos pontos de vacinação de Rio Bonito, foram constatadas irregularidades em diversas unidades, como vacinas da Covid-19 acondicionadas em caixa de isopor sem termômetro; vacinas em isopor com termômetro, mas onde a responsável afirmou que não controlava a temperatura e não trocava o gelo reciclável utilizado para o  resfriamento.  

Requer o MPRJ que sejam observados o Plano Nacional de Operacionalização contra Covid-19, o Manual de Normas e procedimentos para Vacinação e o Manual de Rede de Frio do Programa Nacional de Imunização, todos do Ministério da Saúde, os quais recomendam a utilização de caixas térmicas de poliuretano com termômetros para a sustentação dos imunobiológicos nos pontos de vacinação, bem como para o seu transporte a fim de garantir a eficácia das vacinas. Além disso, a recomendação pede que se proceda a manutenção periódica preventiva e corretiva dos termômetros que devem acompanhar as caixas térmicas no transporte dos imunobiológicos e na sua sustentação nos pontos de vacinação.  

Os profissionais envolvidos no processo de vacinação devem realizar o monitoramento adequado e constante das temperaturas das caixas térmicas,  dos refrigeradores domésticos e das câmaras refrigeradas utilizadas. E as medidas de controle devem ser estabelecidas em relação ao descarte dos frascos vacinais vazios, os quais deverão ser auditados e inutilizados.

O município tem 48 horas, a partir do recebimento da recomendação, para prestar informações ao MPRJ sobre as medidas adotadas.  

Para mais detalhes, acesse a recomendação na íntegra.

Por MPRJ

rio bonito
tutela coletiva da saúde
covid 19
coronavirus
vacinação
conservação de vacinas
134 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar