Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Meio Ambiente
MPRJ participa de reunião para discutir a criação de rede para reduzir riscos de desastres na região serrana
Publicado em 11/01/2022 18:12 - Atualizado em 11/01/2022 18:12

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da procuradora de Justiça Denise Tarin, coordenadora do projeto Morte Zero, participa nesta quarta-feira (12/01), de maneira virtual, de um encontro com representantes da comunidade acadêmica e da sociedade civil para discutir a criação da Rede de Resiliência da Região Serrana. A data marca 11 anos da tragédia que se abateu sobre a região serrana do estado, em 2011, com deslizamentos de terra e inundações que provocaram centenas de mortes.

O último boletim de risco hidrológico divulgado pelo Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (CEMADEN-RJ), nesta terça-feira (11/01), mostra que, apesar do volume de chuva ter diminuído nos últimos dias, cidades como Petrópolis, Cantagalo e outras da região noroeste, continuam com risco muito alto de deslizamentos de terras, em função do encharcamento do solo provocado pelas fortes chuvas.

De acordo com Denise Tarin, o encontro foi idealizado pelos professores do CEFET- Região Serrana, Patrícia Souza Lima, Felipe Henriques e Darcy Lobosco, para discutir formas de auxílio à população local e de prevenção a desastres naturais. 

"A mobilização da sociedade civil e das instituições públicas e privadas pelo Ministério Público é fundamental para a redução dos riscos de desastres, que, cada vez mais, afetarão as cidades em número e em intensidade. O mais recente relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), nos orienta que medidas de adequação e adaptação devem ser priorizadas no enfrentamento das urgências climáticas", afirma Denise.

O projeto Morte Zero foi criado pelo MPRJ, em 2014, para mobilizar a sociedade e os órgãos públicos fluminenses com relação aos riscos provocados pelas chuvas. Desde a sua criação, ele acompanha a situação dos municípios considerados mais vulneráveis a inundações e deslizamentos no estado, divulgando, junto aos gestores públicos e a integrantes da sociedade civil, ações que podem ser adotadas para evitar as tragédias provocadas pelos temporais.

Nos próximos dias, o MPRJ irá divulgar em suas redes sociais, uma campanha voltada ao público em geral, com a divulgação de vídeos explicativos sobre o projeto Morte Zero, e de ações de prevenção a desastres naturais.

Por MPRJ

morte zero
prevenção
274 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar