Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Educação
MPRJ obtém na Justiça decisão que resulta no encaminhamento do projeto de lei do novo Plano Estadual de Educação à ALERJ
Publicado em 19/05/2022 15:55 - Atualizado em 19/05/2022 15:58
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital, obteve, como desdobramento de ação civil pública, a elaboração do Projeto de Lei nº 5.944/2022, enviado na quarta-feira (18/05) pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa (Alerj).  O PL dispõe sobre o Plano Estadual de Educação (PEE/RJ) e acaba por dar cumprimento ao acórdão proferido pelo Tribunal de Justiça (TJ-RJ) em 2021, nos autos de ação ajuizada pelo MP fluminense.  
 
Com prazo de vigência proposto de três anos, o projeto prevê como diretrizes do PEE/RJ a universalização da plena alfabetização e do atendimento escolar, a superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação, e a melhoria da qualidade do ensino, entre outros pontos.    
 
A elaboração do Projeto de Lei nº 5.944/2022 vem finalmente sanar situação de descumprimento, pelo Estado do RJ, da obrigação de adequar o plano local ao Plano Nacional, tal como previsto na Lei Federal nº 13.005/14 e alegado pelo MP na ação ajuizada em face do Estado. De acordo com a ACP, “a Lei nº 13.005/14, que instituiu o Plano Nacional de Educação (PNE), conferiu aos Estados e Municípios o prazo máximo de um ano para que procedessem à elaboração ou adequação de seus respectivos planos às metas e estratégias fixadas em âmbito nacional. Assim, nos termos do artigo 8º da Lei nº 13.005/14, o termo final do prazo de adequação do Plano Estadual de Educação, em consonância com as diretrizes, metas e estratégias previstas no PNE, se daria em 25 de junho de 2015", prazo este que não foi cumprido pelo Governo do Estado. 
 
A execução do Plano Estadual de Educação será objeto de monitoramento contínuo e de avaliações periódicas por parte da Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC), da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECTI), da Comissão de Educação e da Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj, do Conselho Estadual de Educação (CEE) e do Fórum Estadual de Educação do Rio de Janeiro (FEERJ), além do acompanhamento por parte da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital.
 
 
 
 
Por MPRJ   
educação
acp
ação civil pública
plano nacional de educação
plano estadual de educação
151 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar