Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Institucional
MPRJ participa da primeira reunião do Gabinete Extraordinário de Segurança Institucional instituído pelo TRE
Publicado em 30/07/2022 17:56 - Atualizado em 30/07/2022 17:54

O procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, participou, na manhã desta sexta-feira (29/07), da primeira reunião do Gabinete Extraordinário de Segurança Institucional (Gaesi), proposto pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). Trata-se de uma coalizão de forças de segurança pública que vai atuar na prevenção e repressão de condutas criminosas e ilícitos que representem risco à normalidade das eleições deste ano. As ações coordenadas de segurança e inteligência incluem a proteção de eleitoras, eleitores, candidatas, candidatos, servidoras, servidores, mesárias, mesários e demais colaboradores da Justiça Eleitoral. 

Segundo o PGJ, o Gaesi terá função essencial para que as eleições deste ano no estado sejam pautadas pela normalidade. “Um processo eleitoral realizado sem sobressaltos é imprescindível para a manutenção do ambiente democrático. Desta forma, as instituições que fazem parte do Gaesi terão papel fundamental para que os eleitores fluminenses possam, nas urnas, exercer seu voto de maneira tranquila, de acordo com as suas convicções”, destacou Luciano Mattos.

O coordenador de Segurança e Inteligência do MPRJ, Eduardo Campos, foi indicado pelo PGJ para representar a instituição na composição do gabinete. “A criação do Gaesi é de extrema importância para a otimização dos trabalhos das instituições envolvidas e o alcance dos resultados, que são essenciais para o livre exercício do voto e, por conseguinte, da democracia', destacou Eduardo Campos. 

Liderado pelo presidente do TRE-RJ, desembargador Elton Leme, o Gaesi é composto por membros e servidores do Tribunal Regional Eleitoral, além de representantes da Procuradoria Regional Eleitoral, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, do Comando Militar Leste do Exército Brasileiro, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, das Polícias Civil, Militar e Penal do Rio de Janeiro, além da Guarda Municipal do Rio de Janeiro.

Estão previstos encontros periódicos do Gaesi, que também poderá ter reuniões extraordinárias, sempre que necessário. A partir do dia que antecede a votação, o Gaesi ficará permanentemente reunido até o dia imediatamente posterior ao da eleição, tanto do primeiro turno, que ocorrerá em 2 de outubro, como do segundo turno, se houver, marcado para o dia 30 de outubro.

Por MPRJ

prevenção
forças de segurança
eleicoes
2022
gabinete de segurança
286 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar