Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Criminal
MPRJ realiza operação contra estelionatários que aplicavam golpe do INSS em Itaocara
Publicado em 18/08/2022 07:15 - Atualizado em 18/08/2022 08:42

A Promotoria de Justiça de Itaocara, com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (CSI/MPRJ), e a 2ª Cia do 36º Batalhão da Polícia Militar (Itaocara), realizam, na manhã desta quinta-feira (18/08), a segunda fase da operação Noland. O objetivo é cumprir dois mandados de prisão e três de busca e apreensão contra denunciados por crimes de estelionato ocorridos em Itaocara, Cambuci e São Fidélis. Os alvos estão ligados a Matheus Figueiredo Abud, mentor do esquema criminoso, preso em julho, na primeira fase da operação.   
 
De acordo com a Promotoria de Justiça, até o momento, foram identificadas 150 vítimas, todas beneficiárias do INSS, com prejuízos estimados em aproximadamente R$ 2 milhões. Os mandados de prisão estão sendo cumpridos em Itaocara. Outros dois mandados de busca e apreensão são cumpridos em Niterói e no Rio de Janeiro, no bairro da Piedade.  

De acordo com a denúncia recebida pela Justiça, a quadrilha realizava a captação de beneficiários do INSS, informando que eles teriam dinheiro a receber. Em alguns casos, os estelionatários utilizavam informações falsas como uma suposta lei que estabelecia um “fundo do INSS” com valores para beneficiários da autarquia previdenciária. Em outras, mencionavam que, a partir de um recurso do FGTS, teriam como melhorar a “renda” dos benefícios, além de outras informações falsas. 

O documento descreve que os criminosos obtiveram vantagem ilícita na obtenção de empréstimos não devidamente autorizados na conta das vítimas, retendo os valores dos empréstimos e pagando mensalmente, para alguns, parcelas com o propósito de mantê-los em erro. 
 
A denúncia teve por base diversas representações de vítimas lesadas pela quadrilha liderada por Matheus Figueiredo Abud. A Promotoria de Justiça informa que eventuais novas representações de pessoas lesadas podem ser enviadas via Ouvidoria/MPRJ, por meio de formulário eletrônico, Call Center ligando para 127 (ligação gratuita dentro do Estado do Rio de Janeiro) e 21-3883-4600 (demais localidades), e por Whatsapp, no número 21-99366-3100. 

Atualização:
Foram cumpridos todos os mandados e apreendidos celulares e R$42 mil na casa do alvo do Rio. As investigações continuam para tentar localizar os valores roubados das vítimas.

Por MPRJ

estelionato
ouvidoria
itaocara
inss
fgts
beneficiários
599 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar