Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Meio Ambiente
MPRJ expede recomendação para que serviço de coleta de lixo não seja interrompido na cidade do Rio
Publicado em 09/01/2019 14:53 - Atualizado em 09/01/2019 14:53

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA/MPRJ), instaurou nesta terça-feira (08/01) inquérito civil e expediu recomendação para que a prefeitura do Rio não interrompa os serviços de coleta e transporte de lixo na cidade. De acordo com nota publicada na coluna de Ancelmo Gois, em O Globo do último domingo (06/01), “a empresa (CL Brasil) que fornece caminhões e motoristas para a Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) diz que a coleta de lixo pode ser suspensa nos próximos dias, caso a prefeitura não quite uma dívida de R$ 51 milhões”.

Na portaria de instauração do inquérito civil, o MPRJ solicita que a Comlurb esclareça e demonstre, em até cinco dias, a ausência de riscos de suspensão ou interrupção dos serviços de coleta e transporte de lixo, além de divulgar informações que considerar relevantes para demonstrar essa ausência e as medidas que pretende adotar para garantir que riscos similares não ocorram ao longo deste ano.
Já na recomendação, o Parquet determina que sejam adotadas, pela prefeitura, medidas administrativas e judiciais para afastar qualquer risco de suspensão (parcial ou total) ou interrupção dos serviços de coleta e transporte de lixo, notadamente os prestados pela CL Brasil. Além disso, requer a apresentação das informações solicitadas no inquérito civil, em prazo máximo de cinco dias corridos, podendo ir até sete, neste último caso desde que em reunião a ser realizada entre o MPRJ, a Prefeitura do Rio e a Comlurb, para tratar especificamente do assunto.

Com relação à empresa CL Brasil, o MPRJ recomenda que os serviços públicos sob a sua responsabilidade legal e contratual relacionados à gestão de resíduos sólidos não sejam suspensos ou interrompidos, total ou parcialmente, em especial a coleta e o transporte de lixo no município do Rio. A empresa deve aguardar que os pedidos sejam atendidos pela Administração Pública Direta e Indireta municipal, observando os princípios da legalidade, moralidade, eficiência e supremacia e continuidade do serviço público.

Para mais informações, acesse a Recomendação do MPRJ.

mprj
gaema
comlurb
coleta de lixo
381 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar