Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Cidadania
MPRJ promove treinamento do PLID no Ministério Público do Estado do Ceará
Publicado em 05/08/2019 12:54 - Atualizado em 05/08/2019 12:53

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Assessoria de Direitos Humanos e Minorias (ADHM/MPRJ), promoveu, no Ceará, entre os dias 31/07 e 02/08, treinamento do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID) para membros e servidores do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Realizado no auditório da Sede dos Centros de Apoio Operacional do MPCE, o treinamento tem como objetivo capacitar membros servidores da instituição e demais servidores públicos estaduais e municipais para a utilização do Sistema Nacional de Localização e Identificação de Pessoas Desaparecidas (Sinalid).

O PLID foi criado em 2010 pelo MPRJ e desde então se tornou o sitema modelo para implantação do programa em outros estados. O gestor técnico do PLID/MPRJ, André Luiz Cruz, foi o facilitador do treinamento. Na quarta-feira, ele apresentou a interface do sistema e suas principais funcionalidades, além de uma palestra sobre o desaparecimento de pessoas no Rio de Janeiro, aplicações e usos do sistema nacional Sinalid.

 A capacitação prosseguiu na quinta-feira com treinamentos direcionados a servidores e promotores de Justiça do MPCE e a órgãos de proteção social, como as Secretarias de Direitos Humanos do Município e do Estado do Ceará. O curso foi finalizado na sexta-feira, com capacitação direcionada a órgãos de investigação, como MPCE e Polícia Civil.

 O Sistema Nacional de Identificação e Localização de Desaparecidos (Sinalid) foi instituído por meio do acordo de cooperação celebrado entre o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e o MPRJ, em 24 de agosto de 2017. A iniciativa teve como objetivo estabelecer cooperação técnica para o desenvolvimento de ações conjuntas e apoio mútuo às atividades de interesse comum de sistematização dos procedimentos de comunicações e registros de notícias de pessoas desaparecidas e vítimas de tráfico de seres humanos.

 O coordenador do PLID/MPRJ, André Luiz Cruz, comentou que a integração dos sistemas garante o cruzamento de dados com outros estados, aprimorando as buscas por desaparecidos. “Mostramos a importância dessa rede local para o funcionamento do sistema nacional. A ideia é que essas redes sejam criadas por cada Ministério Público, em cada estado da federação, permitindo uma rápida e segura troca de informações em âmbito nacional. No caso específico do Ceará, o governo estadual elegeu o Sinalid como o sistema central da atuação dos diversos agentes públicos envolvidos na busca de identificação de pessoas desaparecidas. Isso significa uma importante mudança nas rotinas dos agentes de segurança pública, polícia técnica, serviços de saúde e assistência social, envolvidos em casos de desaparecimento naquele estado. Para o MPRJ, a certeza de que nossa tecnologia está sendo capaz de beneficiar cidadãos brasileiros para muito além das fronteiras de atribuição”, comentou André Luiz Cruz.

 

sinalid
plid
assessoria de direitos humanos e minorias (
133 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar