Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Institucional
MPRJ recebe visita do presidente da Associação Nacional de Servidores do Ministério Público
Publicado em 10/09/2019 15:06 - Atualizado em 10/09/2019 15:21

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) recebeu, no início da tarde desta terça-feira (10/09), a visita de Aldo Clemente, presidente da Associação Nacional de Servidores do Ministério Público (ANSEMP), que foi recebido pelo procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem. O PGJ destacou a importância do debate amplo sobre as demandas dos servidores do MP em todo o país. “Esse diálogo é fundamental para fortalecer o MP como um todo, colaborando para torná-lo ainda mais integrado e eficiente”, pontuou. Também participaram do encontro o promotor de Justiça Virgílio Stavridis, chefe de gabinete do MPRJ, o presidente e vice-presidente da Assemperj (Associação dos Servidores do MPRJ), respectivamente Flavio Sueth e Vinícius Zanata, além da secretária-geral da entidade, Juliana Costa Vargas.

“O objetivo deste encontro é apresentar o presidente da ANSEMP ao procurador-geral de Justiça, para dar ciência das propostas dessa entidade, cuja nova gestão teve início há três meses, e da qual também sou vice-presidente. Trabalhamos com o objetivo de promover a integração dos vários MPs. Temos 23 estados filiados e, por todo o país, servidores se mobilizam para pensar o MP junto com os membros. Buscamos, assim, ter um olhar mais geral sobre o Ministério Público, e não ficar atuando isoladamente, em nichos estaduais. O desafio, em nome da unidade institucional, é construir um MP mais integrado”, pontuou Flávio Sueth.

Servidor de carreira do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Aldo Clemente destacou a importância da interação entre os MPs, como ‘porta de entrada’ para apresentação dos pedidos dos servidores. “Buscamos desenvolver um diálogo amadurecido das demandas dos estados, no intuito de valorizar cada vez mais essa mão de obra de importância fundamental para o pleno funcionamento do MP brasileiro. Temos, como questão nacional, a necessidade de valorização dos salários e a unificação das carreiras, com respeito às especialidades que compõem nossos quadros, como Direito, Informática, TI e Saúde. A carreira unificada, além de valorizar os servidores, viria facilitar o trabalho integrado de todos os MPs do Brasil”, concluiu.

mprj
eduardo gussem
assemperj
ansemp
aldo clemente
482 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar