Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Institucional
IERBB/MPRJ empossa Conselho Consultivo do Observatório Nacional de Adoção
Publicado em 11/09/2020 16:19 - Atualizado em 11/09/2020 22:02

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Instituto de Educação Roberto Bernardes Barroso (IERBB/MPRJ), promoveu cerimônia de posse, nesta quinta-feira (10/09), a 21 membros eleitos para o Conselho Consultivo do Observatório Nacional de Adoção (OBNAD/IERBB/MPRJ). O diretor do IERBB/MPRJ, procurador de Justiça Sávio Bittencourt, presidiu a cerimônia na modalidade virtual, pela plataforma Teams.   

Na abertura, Sávio Bittencourt deu as boas-vindas aos conselheiros e explicou que o OBNAD/IERBB/MPRJ é uma estrutura que abriga iniciativas, estudos, projetos e pesquisas comprometidas com a promoção da convivência familiar de crianças e adolescentes no Brasil. Sobre a criação do Observatório, em 2017, no âmbito do IERBB/MPRJ, Sávio ressaltou que o Conselho congrega profissionais, pesquisadores e instituições empenhadas na análise e debate sobre adoção no país. Destacou, ainda, que além de fomentar a produção acadêmica e contribuir para implementação de políticas públicas sobre adoção, ou aperfeiçoar as já existentes, o Observatório também busca desenvolver estratégias de estímulo à desinstitucionalização por meio da adoção. “O critério que nos une é a vontade de fazer a diferença. Temos em comum o amor pelas crianças e a vontade que elas tenham uma família. O que temos a mão é o amor e a boa vontade de fazer diferença na vida de cada criança”, disse o diretor do IERBB/MPRJ.    

O procurador anunciou, ainda, que no dia 06/10 será transmitida aula magna de abertura do ano de trabalho do Observatório com palestra do catedrático da Universidade de Coimbra professor Guilherme de Oliveira. O evento será transmitido pelo canal do IERBB/MPRJ no YouTube.

É função do conselheiro do OBNAD/IERBB/MPRJ aprovar o plano anual de trabalho e o mapa estratégico da rede, sugerir e auxiliar nas ações, realizar estudos e reunir-se anualmente ou por convocação.    

Foram empossados para o OBNAD/IERBB/MPRJ: a representante da OAB/PRJ, Silvana do Monte Moreira; o representante da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude (ABRAMINJ), o juiz Daniel Konder; a pesquisadora da Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção (ANGAAD), Tatiana Alves de Melo Valério; presidente da Associação do Movimento de Adoção do Estado do Rio de Janeiro (AMAR), Felipe Fernandes de Lima; o presidente da Associação dos Grupo de Apoio à Adoção do Estado de São Paulo (AGAAESP), Teles Aparecido Manoel; o diretor jurídico dos Grupos de Apoio à Adoção do Estado de São Paulo (AGAESP), Antônio Carlos Berlini; o promotor de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), André Tuma Delbim Ferreira; o titular da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da Capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), juiz Sergio Luiz Ribeiro de Souza; a representante da Associação Brasileira de Psicologia Jurídica (ABPJ), Sandra Dias; o presidente da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas (BRAFH), Saulo Amorim; o diretor do Instituto Rede Abrigo, Douglas Lopes de Freitas; a promotora de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), Denise Casanova Villela; o promotor de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), Sasha Alves do Amaral;  a pesquisadora do Centro de Referência em Inteligência Empresarial (CRIE/COPPE/UFRJ), Luciana Sodré Costa; a Defensora Pública do Estado do Rio de Janeiro Cristiana Mendes Carvalho de Oliveira; e a representante do projeto Cuidado, Tânia da Silva Pereira.    

Do MPRJ foram empossados o coordenador e a subcoordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Infância e Juventude (CAO Infância/MPRJ), respectivamente promotores de Justiça Rodrigo Cézar Medina da Cunha e Allyne Tavares Giannini; e as promotoras de Justiça Viviane Alves Santos Silva, Luciana Pereira Grumbach Carvalho e Gabriela Brandt de Oliveira.    

Sobre as expectativas em relação ao trabalho que será desenvolvido no OBNAD/IERBB/MPRJ, os conselheiros manifestaram entusiasmo pela causa. “Me sinto no dever se contribuir para o OBNAD”, disse Carlos Berlini. “Estou empolgada e com as melhores expectativas”, afirmou Tatiana Valéria. “É uma iniciativa essencial para pensarmos mudanças significativas na adoção e no acolhimento”, disse Douglas Lopes. “Precisamos de dados objetivos. Será muito bom termos pesquisas sérias para que todos os grupos possam trabalhar”, ressaltou Sérgio Luiz Ribeiro.  

posse
ierbb
conselho colsuktivo
observatório nacional de adoção
199 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar