Noticias Novo Portal Noticias Novo Portal

Retornar para página inteira

Notícia

Institucional
PGJ é finalista em prêmio dedicado a lideranças no sistema de Justiça
Publicado em 01/10/2020 20:45 - Atualizado em 01/10/2020 21:22

O procurador-geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem, é um dos 11 finalistas do "Prêmio Liderança  Exponencial" destinado a líderes que tenham atitude empreendedora dentro das instituições, idealizando, incentivando ou patrocinando projeto de inovação diferenciado e relevante à Justiça. A premiação tem o objetivo de reconhecer e incentivar o uso de tecnologias em processos de gestão e novas metodologias no âmbito do Sistema de Justiça.

Gussem concorre na categoria Liderança pelo trabalho inovador desenvolvido à frente do MPRJ. Dentre as estruturas criadas pelo MPRJ dedicadas ao trabalho com ciência de dados, pesquisas e inovações, destacam-se o MPRJ em Mapas,  o Laboratório de Inovações (Inova/MPRJ), o Centro de Pesquisas (Cenpe/MPRJ), a modernização do Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE/MPRJ) e, mais recentemente, a plataforma Parquet Digital, Farol/MPRJ e INTEGRA.

A categoria Liderança Exponencial foca em personalidade que tenha liderado uma contribuição excepcional ao sistema de Justiça, possivelmente, em situação de crise ou que tenha demonstrado uma trajetória diferenciada mais longa e consistente de liderança de gestão de projeto ou programa inovador ou difusão de inovação. No dia da votação que definirá o vencedor do prêmio, 13 de outubro, Eduardo Gussem também participará de um painel sobre inovação no EXPOJUD (Congresso de Inovação, Tecnologia e Direito para o Ecossistema da Justiça), ao lado de outros dois finalistas, o procurador-geral de Justiça do MPSC, Fernando da Silva Comin, e o procurador-geral de Justiça do MPPE, Francisco Dirceu Barros.

Segundo Gussem esse é um reconhecimento a todo o Ministério Público fluminense. "Desde 2015, na administração de Marfan Martins Vieira, demos início a um processo de modernização que elegeu como tema do planejamento estratégico a plataforma 'MPRJ DIGITAL'.  A classe ergueu essa bandeira e gradativamente temos apresentado soluções que qualificam o trabalho e permitem que membros e servidores enxerguem seus acervos e a relevância das suas funções. Nossa meta agora é acabar com o papel na atividade-meio no próximo ano e, até 2024, acabar com o papel na atividade-fim."

O Prêmio “Inovação Judiciário Exponencial” será entregue no evento EXPOJUD Terceira Edição, conforme anunciado oficialmente, na edição do ano de 2019. A premiação tem o objetivo de reconhecer e incentivar o desenvolvimento de iniciativas inovadoras, a partir do uso de tecnologias em processos de gestão e novas metodologias no âmbito do Sistema de Justiça. Além disso, a presente premiação almeja promover e reconhecer os líderes que se destacam por seu perfil empreendedor em suas respectivas instituições, a fim de enfatizar e repercutir iniciativas relacionadas à melhoria dos serviços prestados em benefício da sociedade.

Mais informações sobre ferramentas e estruturas inovadoras desenvolvidas pelo MPRJ:

O Parquet Digital é uma ferramenta que utiliza sofisticada programação para auxiliar na gestão dos procedimentos em andamento em cada Promotoria de Justiça. Uma série de robôs  – algoritmos programados para executar determinados comandos –  trabalha ativamente tratando informações e comunicando aquilo que entende ser relevante para a atividade dos órgãos. Também utiliza uma arquitetura complexa e integrada de alertas para apresentar dados que podem interessar à promotoria, derivados das várias aplicações já desenvolvidas pelo MPRJ, como o "MPRJ em Mapas" e o "MPRJ Digital", permitindo que esses elementos cheguem ao promotor, mesmo quando ele não tem disponibilidade para explorá-las.

O projeto Farol também lança olhar sobre as Promotorias de Justiça, buscando incentivar, através de uso de evidências científicas, uma atuação mais resolutiva e transparente, que valorize o uso de dados no processo de tomada de decisão. Ele é dividido em três eixos: Medição, Apoio ao Uso e Transparência para a Sociedade.

O ‘MPRJ em Mapas’ é um conjunto de ferramentas e plataformas de análise, diagnóstico e georreferenciamento focadas na construção e visualização de conhecimento instrumental para a atividade-fim do MPRJ, reunindo em sua equipe estatísticos, geógrafos, desenvolvedores de software e de inteligência artificial, designers e analistas de Business Inteligence. O trabalho é voltado para a criação de conhecimentos a partir do cruzamento de múltiplas bases de dados e da construção de ferramentas para compartilhamento de informações, gestão e diagnóstico de órgãos de execução.

O Laboratório de Inovação do MPRJ (Inova/MPRJ) foi criado em 2019 e baseia sua atuação na utilização de inteligência artificial e no uso da pesquisa, ciência de dados e tecnologia para estabelecer uma cultura de colaboração e coparticipação da sociedade com o Parquet fluminense. Formado por uma equipe multidisciplinar, o órgão também trabalha com o conceito de trazer para dentro do MPRJ uma visão cidadã, gerando, a partir desta interlocução, soluções para os desafios enfrentados pelo Estado. Entre os projetos desenvolvidos está o Impacta, programa de inovação aberta que permite especificar o desafio que o órgão público quer ver solucionado e o resultado que ele espera, o Fagulha, que estimula o espírito inovador de agentes internos e externos, convidando-os a trabalhar com a equipe do Laboratório, o Bússola _ Gestão Hospitalar, que objetiva assegurar o registro de informações hospitalares em formato aberto e com frequência próxima ao tempo real, e o Bússola _Baía de Guanabara, desenvolvido em parceria com o Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA/MPRJ) para monitorar os acordos firmados entre MPRJ, CEDAE e Governo do Estado do Rio, referentes às obras de saneamento na Bacia da Baía de Guanabara.

O Centro de Pesquisas do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (CENPE/MPRJ) promove o uso de análise de dados, pesquisas e avaliações como apoio a tomada de decisão dos membros do MPRJ. Com o objetivo de fomentar uma cultura de uso de evidências dentro do MPRJ, o CENPE/MPRJ atua em três dimensões: Produz e sistematiza informações para avaliar o trabalho do MPRJ e pensar sobre novos arranjos institucionais que possam contribuir para a atuação da instituição; promove o uso de dados por membros do MPRJ, via assessoramento direto, workshops e projetos-piloto com a área-fim; e dissemina estudos sobre políticas públicas baseadas em evidências, que envolvem problemas públicos relevantes para o Rio de Janeiro. O trabalho é inspirado por um movimento crescente no mundo, introduzido por Iain Chalmers nos anos 1990, que defende a avaliação de políticas públicas e o uso de evidências para entender desenhos de programas mais eficazes, efetivos e eficientes e com isso aplicar melhor os recursos públicos.

Por MPRJ

mprj
gate
eduardo gussem
justiça
tecnologia
inovação
cenpe
inova
expojud
parquet digital
prêmio liderança exponencial
integra
farol
204 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)
Compartilhar