NoticiasDetalhe

Notícia

Tutela Coletiva
Desenvolvida pela NASA, ferramenta de monitoramento de desastres naturais é apresentada a Promotores de Justiça da Região Serrana
Publicado em 07/12/2023 20:21 - Atualizado em 07/12/2023 20:21

Promotores de Justiça de Tutela Coletiva de Nova Friburgo e Petrópolis reuniram-se, na manhã desta quinta-feira (07/12), com representantes da National Aeronautics and Space Administration (NASA) e da Prefeitura do Rio de Janeiro para conhecer as ferramentas desenvolvidas pela agência espacial americana, aplicada no Município do Rio para monitorar e responder a eventos climáticos, desastres naturais e outros impactos que afetam a cidade. Hoje, o Município do Rio conta com o apoio de uma "constelação de satélites" da NASA que ajudam no monitoramento e no gerenciamento de alagamentos e deslizamentos na cidade. A ideia é adequar essa plataforma aos municípios da Região Serrana que sofrem constantemente com os fortes temporais.

Na reunião realizada de forma virtual, o cientista da NASA, Augusto Getirana, e o servidor do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos, Felipe Mandarino, apresentaram os sistemas desenvolvidos em parceria entre as instituições para previsão de enchentes em curto prazo e o modelo global de análise de risco de deslizamentos - Rio Flood Model e Lhasa Rio. Ambos explicaram como as ferramentas trabalham e como podem ajudar a prever tragédias ambientais com compilação de dados que avaliam riscos e mostram a vulnerabilidade climática.

Segundo o promotor de Justiça José Alexandre Maximino, a Região Serrana é especialmente suscetível a desastres, o que gera a necessidade de um enfrentamento regional integrado e estratégico do problema. "A ideia de convidar esses especialistas, responsáveis pela elaboração desses sistemas, foi ouvir as funcionalidades dos modelos para poder replicar essa tecnologia nos municípios de Friburgo, Petrópolis e Teresópolis", destacou o titular da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Nova Friburgo,

Além de José Alexandre, estiveram presentes virtualmente a Procuradora de Justiça Denise Tarin e os promotores de Justiça Cláudia Condack (Nova Friburgo), Vanessa Katz e Zilda Januzzi (Petrópolis), todos integrados com os Promotores de Justiça de Teresópolis. Também participaram representantes da Defesa Civil de Nova Friburgo e Petrópolis; o Secretário Municipal da Casa Civil e o Procurador Geral do Município de Nova Friburgo; além de representantes do INEA.

União de esforços

Na reunião, a procuradora de Justiça Denise Tarin, que realiza um trabalho com comunidades vulneráveis em Petrópolis desde 2002, destacou a importância da união e sinergia dos seis promotores de Justiça que compõem as Promotorias de Tutela Coletiva da Região Serrana. "O MPRJ já se deu conta da necessidade da regionalização e, sobretudo, da própria inteligência institucional, porque uma ação aproveita a outra. Além da integração, estamos avançando no sentido de compreender o desastre como, evidentemente, socioambiental. Só existe desastre porque existem pessoas envolvidas e o protagonismo é da pessoa humana", ressaltou Tarin.

Na semana passada, membros do MPRJ em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo se reuniram com representantes das defesas civis municipal, estadual e nacional e outros secretários municipais ligados a estas regiões para articular uma atuação conjunta quanto à preparação para o período de chuvas do próximo verão, de forma a evitar ou mitigar e traçar protocolos de atuação nas situações de adversidade e emergência frutos de episódios como as fortes chuvas, que costumam castigar a região a cada temporada de verão.

Um encontro preliminar já havia ocorrido em outubro para iniciar o debate das deficiências da região quanto à preparação para desastres e definida a realização de reuniões com as secretarias estaduais de Saúde e Assistência Social, além do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), entre outras instituições municipais para definição de estratégias de prevenção.

Por MPRJ

mprj
teresópolis
petrópolis
chuvas de verão
nova friburgo
região serrana
desastres socioambientais
nasa
145 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)

Link Ver Todos

Compartilhar

Compartilhar