NoticiasDetalhe

Notícia

Educação
Rio de Janeiro
MPRJ realiza o 1º Encontrão NaMoral: conexões para a integridade
Publicado em 05/09/2023 17:22 - Atualizado em 05/09/2023 17:28

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) realizou, na segunda-feira (04/09), o 1º Encontrão NaMoral: conexões para a integridade. O evento reuniu membros do MPRJ, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), integrantes da Secretaria Municipal de Educação e da Subsecretaria de Integridade do Município do Rio de Janeiro, professores e diretores de três escolas municipais da Zona Oeste do Rio, que participam como piloto do projeto “NaMoral - Ética, Integridade e Cidadania”, na cidade do Rio de Janeiro.   
 
Na abertura do evento, a gestora do projeto no Rio, a promotora de Justiça Gláucia Santana, destacou o sucesso do NaMoral no Distrito Federal. “No DF o projeto está com sua implementação muito avançada e estamos trabalhando para replicar este sucesso no município do Rio de Janeiro, levando todos os benefícios que o programa NaMoral tem para oferecer à comunidade escolar e à sociedade”, ressaltou a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital.   
Já o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Educação, Gustavo Ribeiro, disse estar convencido da relevância e qualidade do projeto, não só pela sua densidade e metodologia construída, mas também pela experimentação já vivenciada ao longo dos últimos anos, o que conferiu segurança à pasta na formatação da parceria com o MPRJ. 
 
Compuseram a mesa de abertura, além da promotora de Justiça Gláucia Santana e do chefe de gabinete Gustavo Ribeiro o coordenador do CAO Educação/MPRJ, promotor de Justiça André Navega, o vice-diretor do IERBB/MPRJ, Alexandre Couto Joppert, e a gestora do projeto no MPDFT, promotora de Justiça Luciana Asper, que fez uma apresentação com o tema “História, Missões e Aplicações do NaMoral”.   
 
Na sequência, a coordenadora pedagógica do projeto no MPDFT, Suliane Beatriz Rauber, palestrou sobre o Game NaMoral: Cultura da Integridade na prática e ministrou junto aos presentes dinâmicas que proporcionaram reflexões sobre integridade no comportamento e debates acerca de dilemas confrontando o interesse individual e a defesa do bem comum. 
 
Na ocasião, os professores, que assumirão o papel de facilitadores na implementação e execução do projeto, apresentaram o cronograma das atividades desenvolvidas na Escola Municipal Miguel Ramalho Novo (8ª CRE), em Realengo; na Escola Municipal Fernando Barata Ribeiro (9ª CRE), em Santíssimo; e na Escola Municipal Jornalista Carlos Castelo Branco (10ª CRE), em Paciência. O momento também proporcionou a troca de experiências e o esclarecimento de dúvidas.   
 
Coordenador do NaMoral no Rio de Janeiro, o servidor público do MPRJ, Rafael Vieira Queiroz, enalteceu o envolvimento dos facilitadores do projeto. “Recebemos o Projeto NaMoral no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro com enorme entusiasmo, ratificado pelo engajamento da equipe da Secretaria Municipal de Educação e dos professores, demonstrando que a sinergia aqui alcançada nos coloca imbuídos na transformação dos adolescentes, público-alvo em essência do projeto, e a nós mesmos”, afirmou.  
 
O titular da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação de Nova Iguaçu, promotor de Justiça Roberto Mauro de Magalhães Carvalho Júnior, esteve presente e manifestou o desejo de levar o projeto aos municípios que compõem a Baixada Fluminense já no início do próximo ano.   
 
O NaMoral foi desenvolvido pelo MPDFT para difundir o conceito de cidadania plena, o valor da honestidade e para colaborar na formação de cidadãos responsáveis. Está alinhado à visão, missão, valores e objetivos estratégicos do MPRJ e, no Rio de Janeiro, foi formatado em conjunto pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação (CAO Educação/MPRJ), 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital, IERBB/MPRJ, MPDFT e Secretaria Municipal de Educação.   
 
Por MPRJ

359 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)

Link Ver Todos

Compartilhar

Compartilhar