NoticiasDetalhe

Notícia

Educação
Rio de Janeiro
MPRJ homenageia professores e alunos da rede pública durante o 'Celebra NaMoral Rio 2023'
Publicado em 13/12/2023 17:59 - Atualizado em 13/12/2023 18:52

“É um projeto que vou levar para a minha vida, porque eu sei que me tornei uma cidadã melhor”, declarou Brenda Karoline da Silva, 13 anos e aluna na turma 1.802, da Escola Municipal Miguel Ramalho Novo. Entre as missões das quais mais gostou, Brenda citou o Pegue e Pague, atividade que consiste em criar um ponto de vendas de produtos sem vendedores ou vigilância. “Foi a melhor missão, pois provou que realmente estamos praticando o que aprendemos no projeto NaMoral. Então, eu fico muito feliz”, completou a aluna durante o evento Celebra NaMoral Rio 2023, na manhã desta quarta-feira (13/12), no auditório do edifício-sede do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ).   

Foram homenageados e premiados professores e alunos que mais se engajaram no projeto “NaMoral - Ética, Integridade e Cidadania”. Participaram do projeto alunos do 8º ano da Escola Municipal Miguel Ramalho Novo (8ª CRE), em Realengo; da Escola Municipal Fernando Barata Ribeiro (9ª CRE), em Santíssimo; da Escola Municipal Jornalista Carlos Castelo Branco (10ª CRE), em Paciência. O objetivo do NaMoral é desenvolver ações educativas e práticas que promovam o engajamento dos estudantes na missão de transformar o ambiente escolar em um local de vivências de integridade, responsabilidade, respeito, cidadania, justiça, empatia e honestidade.   

Durante o evento NaMoral Rio 2023 foram exibidas imagens dos melhores momentos das missões desenvolvidas pelas três escolas e da criação do super-herói que tem como características valores éticos escolhidos pelos próprios alunos, a partir das etapas do projeto. Professores e alunos puderam compartilhar relatos de experiências vivenciadas pela comunidade escolar, e houve apresentação de dança e música, com o coral da Escola Municipal Jornalista Carlos Castelo Branco. Duas alunas foram surpreendidas ao verem suas poesias declamadas pelo ator Nelson Freitas, em vídeo.     

“É uma honra receber os participantes do projeto NaMoral. Perceber o quanto houve engajamento por parte de vocês é muito gratificante, porque sabemos que os valores trabalhados no NaMoral serão replicados. E é na escola que começamos a praticar valores. E esses valores são aqueles que vocês vão carregar por toda a vida”, declarou o procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, durante a abertura do encontro.   

Quebrando o protocolo de eventos institucionais, o NaMoral foi apresentado pela gestora do NaMoral no Rio de Janeiro, a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital, promotora de Justiça Gláucia Santana, que contou com a interação do público presente. “Hoje tivemos o encontro de culminância das atividades realizadas no semestre e o evento mostrou o quão gratificante é trabalhar pela construção de um ambiente melhor para esses alunos. Vamos prosseguir com esse trabalho aumentando o alcance dos adolescentes de jovens da rede pública municipal no próximo ano, consolidando no currículo escolar os valores e as virtudes do bem viver", ressaltou a gestora do NaMoral no Rio de Janeiro. 

“Receber os nossos jovens aqui nessa casa tem um simbolismo muito grande. Nós estamos dizendo que tudo que nós fazemos precisa ser por vocês e para vocês. Por isso que a alegria é ver essa casa com essa energia, com essa atmosfera tão especial e única, que somente a educação, os jovens, os professores podem realmente nos trazer”, declarou a idealizadora do projeto no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), promotora de Justiça Luciana Asper. 

"Professor é quem nos transmite valores morais, quem inspira, quem mostra que podemos ir muito além do que a sociedade tenta nos impor. E a formação de valores é diária. Tenho certeza de que o projeto NaMoral vem para solidificar isso”, ressaltou o secretário de Educação do Município do Rio de Janeiro, Renan Ferreirinha. 

“É um prazer ver o NaMoral virar realidade no Rio de Janeiro. Muito bom ver os jovens incluírem, em suas rotinas, momentos de reflexão sobre a cultura da integridade e colocarem em prática o que aprenderam na teoria. O projeto mostra como é importante a integração de órgãos de várias instâncias, que compreendem que ética e integridade são valores essenciais na formação de nossos alunos”, declarou o secretário de Integridade, Transparência e Proteção de Dados do Município do Rio de Janeiro, Rodrigo Henrique Luiz Corrêa.  

Além das autoridades citadas, também compuseram a mesa de abertura o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação (CAO Educação/MPRJ), André Navega, e o diretor do Instituto de Educação Roberto Bernardes Barroso (IERBB/MPRJ), promotor de Justiça Leandro Navega. 

Em reconhecimento à dedicação e desempenho do projeto, diretores e professores receberam certificado do MPRJ e da Secretaria de Educação do Município do Rio de Janeiro (SME-Rio). Foram agraciados a diretora da EM Fernando Barata Ribeiro, Patrícia Bassin, e também a professora Cláudia Ribeiro; pela EM Miguel Ramalho Novo; a diretora Aline Brilhante e a diretora-adjunta Valéria dos Ramos Ribeiro de Souza, além das professoras Luciana de Paula Merlim Barbosa, Denise Bacos Marroig, Marcela Marques Possodeli e Tatiana Maciel de Mesquita; pela EM Jornalista Carlos Castelo Branco, o diretor Davidson de Mattos, e os professores Kelly Cris Macedo Rodrigues Alves, Silvestre Cirilo dos Santos Neto, Wagner Francisco de Oliveira, Fabiana Brandão, Ana Paula da Silva e Adriana Gomes dos Anjos.   

Subiram ao palco, para compartilharem sua jornada de transformação e experiências ao longo do projeto, a professora Cláudia Ribeiro Rainho Ramos e a aluna Isabelly Souza Bandeira, da turma 1.802, da Escola Municipal Fernando Barata Ribeiro; a professora Marcela Marques Possodeli e a aluna Brenda Karoline, da turma 1.802, da Escola Municipal Miguel Ramalho Novo; e a professora Kelly Cris Macedo Rodrigues Alves, e o aluno Renan Gonçalves Valente, da turma 1.804, da EM Jornalista Carlos Castelo Branco. 

Por MPRJ

projeto namoral
celebra namoral
valores morais
celebra namoral 2023
208 VISUALIZAÇÕES*
*Fonte: Google Analytics
(Dados coletados diariamente)

Link Ver Todos

Compartilhar

Compartilhar